Notícias de Última Hora

‘Aceito a briga’, diz presidente do Paraguai sobre impeachment

Conhecido como “Marito”, o líder paraguaio se vê ameaçado menos de um ano depois de tomar posse


O processo de impeachment do presidente direitista do Paraguai, Mario Abdo Benitez, está sendo articulado por partidos de oposição após polêmico contrato com o Brasil envolvendo a hidrelétrica de Itaipu.


A oposição do Paraguai disse que iniciará o procedimento contra Abdo e seu vice-presidente, Hugo Velázquez, por mau desempenho.

O posicionamento da esquerda opositora recebeu apoio da dissidência do governista Partido Colorado, liderada pelo ex-presidente Horacio Cartes.

“Aceito a briga! Por um Paraguai sem máfias!”, disse o presidente Marito em sua conta de Twitter pouco depois de vir a público o respaldo de parlamentares de seu próprio partido ao pedido de impeachment.


Abdo, de 47 anos, entrou no olho do furacão quando políticos e parlamentares reagiram contra a assinatura do acordo com o Brasil, que estabelece um cronograma de compra de energia da hidrelétrica binacional de Itaipu até 2022.


A negociata, assinada em maio, mas divulgada apenas na semana passada, provocou uma crise de governo, com a renúncia do chanceler Luis Alberto Castiglioni e outros quatro funcionários de alto escalão.

Mario Abdo Benítez é acusado de traição à pátria após o contrato assinado aumentar custos paraguaios em US$ 200 milhões.


Com informações do site UOL