Notícias de Última Hora

Após explosão em base russa, radioatividade superou 16 vezes nível habitual


O nível de radioatividade após a explosão ocorrida na última quinta-feira, 8 de agosto, em uma base de testes de mísseis na Rússia excedeu em mais de 16 vezes o habitual.

A informação foi confirmada pela agência russa de Meteorologia (Rosguidromet), nesta terça-feira (13), que disse não haver riscos para a saúde.


Curte nossa página no Facebook e fique informado!

Imediatamente depois da explosão, “seis dos oito sensores de Severodvinsk registraram que os níveis de radiação eram entre quatro e 16 vezes superiores ao habitual”, afirmou a Rosguidromet, em um comunicado.

Alguns dias após a misteriosa explosão, Moscou reconheceu que o acidente estava ligado a testes de “novas armas”.


Durante um funeral em memória dos cientistas que morreram no acidente, a agência nuclear russa (Rosatom) afirmou que “continuará o trabalho sobre esse novo tipo de arma que, sob qualquer circunstância, irá até o final”.

“É o melhor tributo que podemos prestar-lhes”, disse Alexey Likhachev, diretor da Rosatom, que os considera “heróis nacionais”.


Com informações do jornal El País