Notícias de Última Hora

Bolsonaro avisa a líder cubano que “a mamata acabou”

Miguel Díaz-Canel acusou Bolsonaro de espalhar mentiras sobre o Mais Médicos

Bolsonaro rebateu acusações do presidente de Cuba Arte: Pleno.News

O presidente cubano Miguel Díaz-Canel usou o Twitter, na noite desta sexta (2), para atacar o presidente Jair Bolsonaro. Em seu post, Canel acusou o Brasil de subserviência aos Estados Unidos e chamou a atitude de vergonhosa.


– Sua calúnia contra Cuba e o programa Mais Médicos é vulgar. Vocês nunca conseguirão enganar os irmãos brasileiros, que conhecem bem a nobreza e a humanidade da cooperação médica cubana.


Em contrapartida, Bolsonaro denunciou o governo cubano de receber R$ 1 bilhão por ano do Brasil, pelo trabalho de 10 mil profissionais de saúde “que viviam em condições análogas à escravidão”.


– A mamata acabou! Agora esses recursos serão utilizados para nossa saúde no programa Médicos Pelo Brasil – decretou.

Pleno.News