Notícias de Última Hora

Israel proíbe visita de deputadas dos EUA alinhadas à extrema esquerda

“Odeiam Israel e todo povo judeu, e não há nada que se possa dizer ou fazer para mudar sua opinião”, disse Trump sobre as deputadas barradas


O governo de Israel anunciou, nesta quinta-feira (15), que proibirá a entrada de duas deputadas do Partido Democrata dos Estados Unidos.

Curte nossa página no Facebook e fique informado!

As congressistas alinhadas à extrema esquerda norte-americano pretendiam visitar a região da Cisjordânia.

Segundo o jornal Folha, o premiê israelense Benjamin Netanyahu declarou:

“Não há país no mundo que respeite os EUA e seu Congresso mais do que Israel. No entanto, o itinerário mostrado pelas deputadas mostrou que a única intenção delas era atacar Israel.”

O veto ocorre após pressão do presidente dos EUA, Donald Trump. Em postagem no Twitter, na manhã desta quinta, o chefe da Casa Branca alertou:

“Mostrará uma grande fraqueza, se Israel permitir a visita da representante (Ilhan) Omar e da representante (Rashida) Tlaib. Odeiam Israel e todo povo judeu, e não há nada que se possa dizer ou fazer para mudar sua opinião. São uma vergonha!”


As deputadas barradas são Ilhan Omar, de Minnesota, e Rashida Tlaib, do Michigan. Elas são críticas declaradas de Israel e apoiam um movimento antissemita de boicote ao país.

Netanyahu disse que Israel ainda avalia liberar Tlaib para visitar a avó, desde que ela se comprometa a não promover um boicote contra o país.

Com informações do jornal Folha