Notícias de Última Hora

Reservas indígenas têm intenção de inviabilizar o Brasil, diz Bolsonaro

Bolsonaro disse que a Amazônia segue sendo usada politicamente e que governos brasileiros anteriores foram irresponsáveis ao tratar do tema


Em reunião com governadores da Amazônia Legal, nesta terça-feira (27), o presidente da República, Jair Bolsonaro, criticou a quantidade de reservas indígenas e zonas de conservação ambiental no Brasil.

Curte nossa página no Facebook e fique informado!

Bolsonaro afirmou haver atualmente 418 pedidos de demarcação de terras indígenas em tramitação no Ministério da Justiça.

Segundo o chefe do Executivo, o objetivo por trás da enxurrada de pedidos de demarcação é inviabilizar o desenvolvimento do país.

Ao longo das falas dos governadores presentes no Palácio do Planalto, o presidente brasileiro perguntou a vários mandatários a porcentagem de seus estados ocupados por reservas ou variedades de proteção ambiental.


O governador de Roraima, Antonio Denarium, respondeu que 95% da vegetação nativa no estado está preservada.

O governador de Rondônia, Marcos Rocha (PSL), disse que o estado não utiliza 67% de todo seu território.

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC) afirmou contar com 97% do território preservado.

Na avaliação de Bolsonaro, durante a crise dessas últimas semanas, a Amazônia foi usada politicamente e governos brasileiros anteriores foram irresponsáveis ao tratar do tema.

Com informações do site UOL