Notícias de Última Hora

Bolsonaro diz que Sínodo da Amazônia é um evento político

Bolsonaro disse não ter a intenção de “arrumar confusão com os católicos”, mas apontou o caráter político do Sínodo da Amazônia


O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, neste sábado (31), que o Sínodo da Amazônia é um evento político.

Curte nossa página no Facebook e fique informado!

Em almoço com jornalistas, no último sábado (31), ao ser questionado sobre o evento por jornalistas, Bolsonaro disse que “tem muita influência política lá sim”.

Um dos jornalistas perguntou ainda se o presidente considerava se o papa Francisco era de esquerda, ao que o presidente respondeu:

“Não vou arrumar confusão com os católicos. Só posso dizer que o papa é argentino.”



Em resposta a críticas do governo Bolsonaro, segundo a revista ISTOÉ, a Igreja Católica afirmou que os bispos envolvidos na organização do Sínodo da Amazônia estão sendo “criminalizados” e tratados como “inimigos da Pátria”.

Mas os comentários negativos sobre o evento do Vaticano, que pretende abordar questões da Amazônia, não está restrito aos membros do governo brasileiro.

Um abaixo-assinado movido por grupos conservadores contendo 20 mil assinaturas será entregue à cúpula da Igreja Católica denunciando o “inaceitável” atentado a “diversas soberanias nacionais” por “tentativa de internacionalização” da Amazônia.

Com informações da revista ISTOÉ