Notícias de Última Hora

Champinha lidera rebelião e faz refém na Fundação Casa, em SP

Mesmo com mais de 30 anos atualmente, Champinha está internado nesta unidade porque foi considerado sem condições psicológicas de viver em sociedade


A Polícia Militar controlou, na madrugada desta quarta-feira, uma rebelião dentro da Unidade Experimental de Saúde da Fundação Casa, na zona norte de São Paulo.


Curte nossa página no Facebook e fique informado!

A rebelião era liderada por Roberto Aparecido Alves, o Champinha. Ele ficou conhecido em 2003 pelo sequestro e morte do casal Liana Friedenbach, na época com 16 anos, e Felipe Caffé, que tinha 19.

Mesmo com mais de 30 anos atualmente, Champinha está internado nesta unidade porque foi considerado sem condições psicológicas de viver em sociedade.

Juntamente com outros dois internos, eles fizeram um funcionário refém por volta das 2 horas da madrugada desta quarta-feira. A PM foi acionada e a negociação durou cerca de duas horas. Ninguém ficou ferido.

O governador de São Paulo, João Doria, publicou uma mensagem no Twitter parabenizando a Polícia e aproveitou para defender o fim da maioridade penal para crimes hediondos.


As informações são do repórter Tiago Muniz