Notícias de Última Hora

George Soros financia estudos de Jean Wyllys sobre fake news

“Sou bolsista da Open Society Foundation, que financia os meus estudos sobre a articulação das fake news com discursos de ódio”, afirmou Wyllys


O ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) voltou a ser assunto de destaque nas redes sociais do Brasil nesta terça-feira (10).

O ex-participante de reality show fará uma residência na renomada Universidade de Harvard, uma das mais importantes do mundo, localizada nos Estados Unidos.

Curte nossa página no Facebook e fique informado!

De acordo com informações do jornal Extra, Wyllys irá aprofundar uma pesquisa já iniciada com a Open Society — fundação criada e administrada pelo bilionário globalista George Soros — sobre “fake news e discursos de ódio contra minorias sexuais e étnicas”.

A residência acontecerá no Instituto de Pesquisa Afro-Latino-Americanos. Durante este semestre, o ex-parlamentar do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) ministrará algumas aulas relacionadas ao tema na instituição.

Em entrevista à revista GQ, da Rede Globo, publicada no final do mês de agosto, Wyllys confirmou que está sendo financiado pela fundação de Soros:

“Sou bolsista da Open Society Foundation, que financia os meus estudos sobre a articulação das fake news com discursos de ódio, e faço muitas conferências a convite deles.”


Durante o período eleitoral de 2018, uma das mídias digitais do Brasil, entre as que já receberam financiamento de organizações ligadas a Soros, impulsionou uma campanha — o famoso #EleNão — contra o então candidato Jair Bolsonaro nas rede sociais.

Figura ainda pouco conhecida em território brasileiro, o magnata húngaro-americano George Soros financia pesquisas, faz lobby por todo o globo através de organizações não-governamentais, fomenta revoltas políticas, impulsiona a agenda globalista, e consegue moldar a narrativa propagada pela maior parte da velha imprensa.


Fonte: Renova Mídia