Notícias de Última Hora

Governo do Pará proíbe advogados e parentes de visitar presas na cadeia de Ananindeua

Crédito: Reprodução
A Secretaria Extraordinária para Assuntos Peninteciários do governo do Pará, emitiu portaria, publicada nesta quinta-feira, 5, proibindo que advogados e familiares visitem as mulheres que estão presas no Centro de Reeducação Feminino (CRF), em Ananindeua, cumprindo pena, ou aguardando a sentença judicial.

Curte nossa página no Facebook e fique informado!

A portaria Nº 937/2019 GAB/Susipe/PA, foi publicada no Diário Oficial desta quinta, após as presas denunciarem que estavam sendo torturadas por agentes da Força Tarefa de Intervenção Federal (FTIF), que ocuparam o presídio desde a quarta-feira, 4. A intervenção federal foi pedida pelo governador do Estado Helder Barbalho ao governo federal.

Segundo o artigo 2 da portaria, “o ingresso de advogados no Centro de Reeducação Feminino – CRF, para fins de realização de entrevista pessoal e reservada (...) fica condicionado à apresentação da respectiva carteira da OAB/PA”. A portaria também informa que, para que sejam feitas as visitas, os advogados precisam realizar uma solicitação, mas que para isto precisam aguardar 15 dias após a data de publicação da portaria.

Fonte: Roma News