Notícias de Última Hora

Homem chama Witzel de fascista, e governador responde: “Maconheiro”


O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC)
O governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSC) bateu boca com um homem durante evento em Laranjeiras, zona sul da capital fluminense, nesta manhã. Enquanto o governador discursava, um rapaz, que não foi identificado, chamou o político de "fascista" ao que ele respondeu o chamando de "maconheiro".

Curte nossa página no Facebook e fique informado!

"Olha o maconheiro aí, que tá gritando. Não tem espaço para você não, maconheiro. Aqui você não vai fumar maconha não, parceiro. Vai fumar maconha aqui, não. Aqui é ordem. Aqui nós vamos prezar pela ordem. Aqui você não vai fumar maconha, acabou essa brincadeira. Vai fumar maconha em outro lugar", afirmou Witzel.


O homem questionou o governador: "Não vai falar da milícia, não? Fala da milícia". O governador, então, respondeu: "Tá todo mundo sendo preso, rapaz. Presta atenção. Até os maconheiros".

Em julho, o governador, que é ex-juiz, disse que quem fosse pego usando maconha na praia seria levado para a delegacia. "Quem usa droga na praia comete um crime, embora a pena prevista na lei antidrogas, que foi alterada em 2006, não seja mais de privação de liberdade. Quem fuma maconha na praia ou usa qualquer entorpecente tem que ser imediatamente conduzido à delegacia. Da delegacia, para o juiz", afirmou.

Com informações do UOL