Notícias de Última Hora

Inteligência do Brasil monitora o Sínodo da Amazônia

“Os órgãos da mídia que confundem monitoramento com espionagem (ou qualquer tipo de vigilância ilegal) precisam reformular seus conceitos”, afirmou o general Heleno


O presidente da República, Jair Bolsonaro, confirmou que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) está monitorando o Sínodo da Amazônia.

Curte nossa página no Facebook e fique informado!

Durante almoço com jornalistas, no último sábado (31), no quartel-general do Exército Brasileiro, Bolsonaro disse que o evento organizando pelo Vaticano apresenta uma grande “influência política”.


Em mensagem publicada no Twitter, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, que comanda a Abin, disse que “é missão da Agência Brasileira de Inteligência acompanhar todos os assuntos que interessam à Segurança Institucional”.

“Os órgãos da mídia que confundem monitoramento com espionagem (ou qualquer tipo de vigilância ilegal) precisam reformular seus conceitos”, acrescentou o general.



Na última semana, o governo Bolsonaro enviou um novo embaixador para o Vaticano, o diplomata Henrique da Silveira Pinto, que foi instruído a conversar com representantes da Santa Sé sobre as preocupações com possíveis críticas ao Brasil.


O principal incômodo do governo brasileiro é com a possibilidade de que haja tentativa de interferência em políticas públicas e ameaças à soberania.

Fonte: Renova Mídia