Notícias de Última Hora

Carlos Bolsonaro expõe registros do condomínio: ‘No dia 14 nenhuma solicitação de entrada foi feita para a casa 58’


O vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro, expôs em suas redes sociais na manhã desta quarta-feira (30) os registros internos do condomínio onde seu pai, o presidente Jair Bolsonaro possui apartamento. Carlos também é morador no local.

Curte nossa página no Facebook e fique informado!

Reportagem da Globo tenta vincular o nome do presidente à investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista dela, Anderson Gomes, ocorrido em março de 2018.

De acordo com a emissora, o porteiro do Condomínio Vivendas da Barra, onde mora o principal suspeito de matar a vereadora Marielle Franco, Ronnie Lessa, contou à polícia que, horas antes do assassinato, em 14 de março de 2018, o outro suspeito do crime, Élcio de Queiroz, entrou no condomínio e disse que iria para a casa do então deputado Jair Bolsonaro.

Ainda de acordo com a reportagem, o porteiro contou que, depois que Élcio se identificou na portaria e disse que iria pra casa 58, ligou para a casa 58 para confirmar se o visitante tinha autorização para entrar.

Disse também que identificou a voz de quem atendeu como sendo a do “Seu Jair”.



O vídeo publicado por Carlos Bolsonaro mostra os registros internos do condomínio. As imagens apontam que, neste mesmo dia, 14 de março, há uma ligação às 17h13 para a casa 65.

No áudio é possível ouvir o seguinte diálogo:

“Portaria, boa tarde? É o senhor Élcio”. E o interlocutor responde: “Tá, pode liberar aí”.

De acordo com Carlos, não existem registros de ligação para acasa 58, de Bolsonaro, nem antes e nem depois disso.


Veja o vídeo:


Fonte: Terça Livre