Notícias de Última Hora

Congresso Nacional já derrubou nove MPs de Bolsonaro

A Medida Provisória (MP) é muito utilizada porque serve como um atalho para o chefe do Executivo


Desde que assumiu a Presidência da República, Jair Bolsonaro editou 37 medidas provisórias.

Curte nossa página no Facebook e fique informado!

Nove dessas leis foram válidas apenas durante quatro meses e depois foram descartadas pelo Congresso Nacional. Oito caducaram por falta de votação e uma foi rejeitada.

O desconto da contribuição sindical na folha salarial, por exemplo, teve validade apenas do início de março a 1.º de julho. A MP nem sequer foi analisada pelos parlamentares. Em 2 de julho, a regra caiu.

Outra medida que causou mudança de regra em quatro meses tratava de abertura e fechamento de empresas. Como a MP também não foi votada, os empresários voltaram a ter gastos com burocracias e a enfrentar a mesma demora de antes.



As MPs são muito utilizadas porque servem como um atalho, uma vez que passam a ter força de lei imediatamente após serem editadas pelo presidente.

Com informações do jornal Estado de Minas