Notícias de Última Hora

Harley-Davidson revela protótipos de suas novas bicicletas elétricas

Modelos foram exibidos pela primeira vez em um salão de motocicletas, na Itália


A montadora Harley-Davidson revelou nesta semana uma prévia de sua nova linha de bicicletas elétricas. A empresa vem trabalhando em toda uma linha de veículos movidos a bateria, incluindo uma motocicleta, diversas bicicletas de pedais e um conceito de patinetes elétricas. Os protótipos foram exibidos no EICMA Motorcycle Show 2019, em Milão, na Itália.

Curte nossa página no Facebook e fique informado!

As três bicicletas elétricas apresentadas estavam na frente e no centro do estande da montadora, embora estivessem cercadas por uma barreira de vidro. Essa é a primeira vez que a Harley-Davidson mostra seus novos modelos. Anteriormente, apenas fotos haviam sido reveladas. Os modelos ainda não foram nomeados, mas um porta-voz da empresa disse que ainda está "avaliando oportunidades de mercado e finalizando detalhes de design" antes de entrar em produção em 2020.


Há três estilos de bicicleta com diferentes graus de acessibilidade: um modelo de pedal alto, um de pedal baixo e um intermediário. Todos aparentam ter motores de acionamento intermediário e baterias removíveis internas, que ficam alinhadas com o quadro. Elas têm uma aparência polida e premium, mais similar às Trek's Allant em comparação a outros modelos mais baratos.


A Harley-Davidson não deu detalhes sobre os modelos, logo detalhes como tamanho da bateria e potencial classe de e-bike de cada modelo serão apenas especulação. Além disso, a empresa não divulgou seus planos de produção e lançamento de sua scooter elétrica.


Enquanto isso, a produção das motocicletas LiveWire retornou à ativa, após a montadora interromper o desenvolvimento devido a um defeito não especificado nas baterias. Os primeiros compradores da LiveWire começaram a receber seus pedidos no mês de setembro.



Além da Harley-Davidson, a General Motors também entrou no mercado de bicicletas elétricas. Recentemente, a montadora passou a vender seus modelos na Europa, enquanto outras empresas automotivas mantiveram o foco em patinetes elétricas. A previsão é que, até 2023, 40 milhões de e-bikes sejam vendidas em todo o mundo. É um sinal do crescimento do mercado de veículos movidos à eletricidade.


Fonte: The Verge