Notícias de Última Hora

Leonardo DiCaprio responde ao presidente Bolsonaro sobre queimadas na Amazônia

Crédito: Divulgação
O ator Leonardo DiCaprio, também conhecido por seu ativismo ambiental, divulgou um comunicado em resposta ao presidente Jair Bolsonaro de que estaria colaborando com as queimadas na Amazônia.

Curte nossa página no Facebook e fique informado!

"Embora valha a pena apoiar, certamente não financiamos as organizações que estão atualmente sob ataque. O futuro desses ecossistemas insubstituíveis está em jogo e tenho orgulho de fazer parte dos grupos que os protegem", diz o texto divulgado pelo ator.


O WWF, ONG também mencionada por Bolsonaro, já havia comunicado que não recebeu doações do ator, cuja Fundação Leonardo DiCaprio se concentra em projetos ambientais.

A afirmação de Bolsonaro

Jair Bolsonaro disse que o ator de Hollywood "dar dinheiro para incendiar a Amazônia" em um vídeo ao vivo compartilhado na noite da última quinta-feira, 28. Anteriormente, o presidente já havia denunciado que ONGs teriam iniciado os incêndios que devastaram a floresta este ano. DiCaprio, que prometeu US $ 5 milhões para a Amazônia, negou a acusação de Bolsonaro.

"Então, o que a ONG fez? Qual é a coisa mais fácil? Atire fogo na floresta. Tire fotos, faça um vídeo. [WWF] faz uma campanha contra o Brasil, entra em contato com Leonardo DiCaprio, doa US $ 500.000. Uma parte disso foi para as pessoas que estavam incendiando. Leonardo DiCaprio, você está contribuindo para o incêndio na Amazônia, isso não serve", disse Bolsonaro, que também citou a prisão preventiva de quatro brigadistas da organização Brigadas de Alter do Chão, no Pará, acusados de serem os responsáveis por queimadas no mês de setembro.



Depois de uma intervenção do governador do Pará, Hélder Barbalho (MDB), os brigadistas foram libertados e o delegado que presidia o inquérito acabou afastado das investigações.

Com informações do site Vogue