Notícias de Última Hora

PF diz que hacker mentiu sobre ataque a ministros do STF

Hacker que confessou ter roubado mensagens privadas de centenas de autoridades mentiu ao alegar ter invadido celulares de ministros do STF


O hacker Walter Delgatti Neto, conhecido como “Vermelho”, disse à ex-deputada Manuela D’Ávila que havia hackeado um grupo de Telegram com alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF): Luís Roberto Barroso, Cármen Lúcia e Rosa Weber.

Curte nossa página no Facebook e fique informado!

Pelo menos foi isso o que ele conversou com Manuela, segundo diálogos anexados ao inquérito que apura o caso.

Em nota divulgada nesta sexta-feira, 1º de novembro, a Polícia Federal (PF) informou que o hacker mentiu ao alegar ter invadido os celulares dos magistrados.



“Sobre a matéria publicada na Revista Veja, nesta sexta-feira (1/11), na qual Walter Delgatti Neto, preso preventivamente pela invasão criminosa de aparelhos celulares, teria em mensagens se vangloriado de ter em sua posse mensagens da Ministra Carmen Lúcia do STF, a Polícia Federal esclarece que a afirmação não corresponde à realidade, não havendo registro de conteúdo obtido pelo hacker de terminais de titularidade da referida autoridade”, diz a nota da PF.

Com informações da revista Veja e do site O Antagonista