Notícias de Última Hora

Especialista sinaliza jogada de mestre de Bolsonaro no caso "juiz de garantias"


O advogado especialista em direito eletrônico e direito ambiental, mestre e doutor em desenvolvimento local e professor universitário Raphael Rios Chaia publicou uma thread (sequência de posts) no Twitter afirmando que a sanção do presidente Jair Bolsonaro ao juiz de garantia é um "abacaxi que fica com o Congresso", uma vez que, segundo o próprio especialista, a medida poderá ser "derrubada via ADI junto ao STF por ser inexequível".

Nos seus escritos, Raphael também deixou duas perguntas retóricas no ar que sinalizam a provável derrubada da medida pelo próprio Congresso: "como o Congresso vai gerenciar o gasto gerado pela medida? Afinal, é preciso agora regular por Lei o papel do juiz de garantias, mas como eles vão prever os gastos necessários pra contratação de tantos juízes sem indicar a FONTE dessa receita?".


O especialista em direito explicou por que não é tão grave Jair Bolsonaro ter sancionado o juiz de garantias: "Deixar esse ponto passar não é tão grave por alguns motivos. Primeiro que o juízo de investigações estará caminhando junto do juízo de garantias. Segundo que a medida é meio que... inexequível na prática". Ele continuou sua explicação: "É inexequível porque cerca de 40% das comarcas do Brasil têm apenas UM JUIZ - e para a medida funcionar, precisariam de DOIS JUÍZES. Não dá pra dobrar o número de magistrados na base do decreto, e mesmo que se pudesse considerar o acompanhamento remoto, não seria eficaz".

Confira abaixo as publicações de Raphael Rios Chaia, que foram compartilhadas pelo deputado federal e filho do presidente da república Eduardo Bolsonaro

Por Wilson Oliveira