Notícias de Última Hora

Garoto vai à escola com roupa de “pracinha” e causa histeria em professor cultuador de Che


 A história foi narrada nas redes sociais pelo pai do garoto Gabriel, de apenas 15 anos de idade, o cidadão Allan Orçai Reis.

Curte nossa página no Facebook e fique informado!

O jovem estudante resolveu confrontar um professor esquerdopata que vivia ostentando uma camiseta com a efígie de Che Guevara.

Para tanto, resolveu homenagear os ‘pracinhas’, da Força Expedicionária Brasileira (FEB).


O embate com o professor foi inevitável.

Eis o relato do pai que viralizou nas redes sociais:




"Cansado de ver o professor de História, todo dia, ostentando uma camiseta com a efígie do genocida Che Guevara, meu filho Gabriel (15 anos de idade), resolveu ir vestido dessa forma, em sua aula. Resultado??? O maldito professor esquerdopata, teve um "chilique", e quis impedi-lo.
Mas o garoto foi sutil: exemplificou, à diretoria da escola, que se o professor tinha o direito de cultuar aquele genocida, que considerava "herói", ele também tinha o mesmo direito, de honrar, no caso, nossos VALOROSOS PRACINHAS Expedicionários da FEB.
Obviamente, a direção da escola foi obrigada a concordar, mas o fato foi mais positivo que isso: a celeuma levantada, fez com que os demais pais de alunos, desse colégio particular, tomassem conhecimento da tentativa de doutrinação ideológica esquerdopata, e, com evidente pressão, o PILANTRA foi vergonhosamente DISPENSADO!
A questão é a seguinte: esses esquerdopatas são atrevidos, e nós, os brasileiros verde/amarelo/azul e branco, acordamos e vamos enfrentá-los, onde quer que seja!
Allan Orçay Reis"

Fonte: Jornal da Cidade