Notícias de Última Hora

Operação contra corrupção afasta deputado da Paraíba e PF faz buscas e prende 4

Polícia Federal fez buscas no gabinete do deputado Wilson Santiago

O deputado foi afastado do cargo pelo Supremo Tribunal Federal Foto: Luís Macedo
A gentes da Polícia Federal cumpriram mandados de busca e apreensão na residência, no bairro da Asa Sul, em Brasília e no Congresso Nacional no gabinete do deputado federal Wilson Santiago (PTB-PB), na manhã deste sábado (21). Ele é alvo de Operação Pés de Barro.

Curte nossa página no Facebook e fique informado!

O prefeito de Uiraúna (PB), João Bosco Nonato foi preso nesta manhã. Também são alvos da operação, o motorista da prefeitura de Uiraúna, o empresário Cledson Dantas e quatro assessores do deputado.

Ao todo 13 mandados de busca e apreensão, quatro de prisão preventiva e sete ordens de afastamento de funções públicas em Brasília (DF), João Pessoa (PB), Uiraúna (PB) e São João do Rio do Peixe (PB), estão sendo cumpridos, agentes da PF também estiveram na a sede do PTB em João Pessoa.



O ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello determinou o afastamento de Santiago do cargo de deputado federal, assim como todas as ordens de busca e apreensão, prisão preventiva e suspensão do exercício de funções públicas.

Segundo a PF estão sendo investigados os crimes de formação de organização criminosa, fraude licitatória, peculato e lavagem de dinheiro. A suspeita é que uma organização criminosa estaria agindo em obras da Adutora Capivara, no Sertão da Paraíba.

As obras, contratadas por mais de R$ 24 milhões, teriam distribuídos, de acordo com as investigações, propinas no valor R$ 1,266 milhão. Foi determinada, também, pela Justiça, a indisponibilidade de bens imóveis em nome de todos os investigados.


Operação Pés de Barro

O nome da operação, Pés de Barro é uma alusão a um termo bíblico que serve para identificar, na vida pública, os falsos valores políticos, ou seja, os líderes carentes de méritos intrínsecos. Nabucodonosor, antigo rei da Babilônia, teve um sonho interpretado pelo profeta Daniel no qual uma grande estátua de ouro, cobre e prata desmoronara por ter os pés de barro. O termo ‘pés de barro’, então, passou a designar as riquezas cuja base não se sustenta do ponto de vista moral.



Por nota, o advogado Luís Henrique Machado afirma que Santiago está tranquilo e nega qualquer envolvimento com o esquema. “O deputado Wilson Santiago recebe com respeito e acatamento a decisão do Ministro Celso de Mello. Está absolutamente tranquilo e demonstrará, em momento oportuno, a inexistência de qualquer relação com os fatos investigados”.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro comentou a operação da PF em sua conta no Twitter. “Quase encerrando o ano, a Polícia Federal realiza mais uma operação relevante contra a corrupção e lavagem de dinheiro”.


Fonte: Diário do Poder