Notícias de Última Hora

Desembargador ordena retirada do especial de Natal da Porta dos Fundos

No ar desde o fim de dezembro, o especial foi duramente criticado por religiosos por ofender a fé cristã


O desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cível do Rio de Janeiro, decidiu, nesta quarta-feira (8), que a produtora Porta dos Fundos e a Netflix terão que retirar do ar o “Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo”.

A decisão vem de encontro com um pedido feito pela Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura. O pedido havia sido negado em primeira instância.


“Por todo o exposto, se me aparenta, portanto, mais adequado e benéfico, não só para a comunidade cristã, mas para a sociedade brasileira, majoritariamente cristã, até que se julgue o mérito do Agravo, recorrer-se à cautela, para acalmar ânimos, pelo que concedo a liminar na forma requerida”, disse o desembargador na decisão.


Toffoli atropela decisão de desembargado e autoriza a Blasfêmia do porta dos fundos

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, concedeu nesta quinta-feira (9) decisão liminar (provisória) para autorizar a Netflix a exibir o “Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo”. A veiculação do vídeo tinha sido suspensa pela Justiça do Rio de Janeiro, nesta quarta (8), atendendo ao pedido de uma associação católica.


“Não se descuida da relevância do respeito à fé cristã (assim como de todas as demais crenças religiosas ou a ausência dela). Não é de se supor, contudo, que uma sátira humorística tenha o condão de abalar valores da fé cristã, cuja existência retrocede há mais de 2 (dois) mil anos, estando insculpida na crença da maioria dos cidadãos brasileiros”, afirmou o ministro Dias Toffoli na decisão.

Com informações do jornal O Globo