Notícias de Última Hora

Iniciativa do governo deve ‘zerar as filas’ do SUS por cirurgias eletivas e provocar nova "agonia" na esquerda


O Ministério da Saúde, anunciou esta semana, que irá disponibilizar R$ 250 milhões para os municípios e prefeituras de todo o país. O objetivo é diminuir as filas de espera para cirurgias eletivas, até conseguir efetivamente "zerar as filas".

O recurso será repassado através do Fundo de Ações Estratégicas e Compensação (FAEC), para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

No total são 53 procedimentos que se caracterizam como eletivos, entre eles cirurgias de: catarata, varizes, hérnia, vasectomia, laqueadura, artroplastia de quadril e de joelho.



A maior fila é para cirurgias oftalmológicas, como a catarata e consequências da doença.

Os estados que receberão a maior parte da verba são: São Paulo (R$ 54,6 mil), Minas Gerais (R$ 25,1 mil), Rio de Janeiro (R$ 20,5 mil) e Bahia (R$ 17,7 mil).


Uma atitude louvável e mais um motivo de pânico para a galera do "quanto pior, melhor".

Jornal da Cidade