Notícias de Última Hora

Janaina Paschoal endossa nome de Regina Duarte para Secretaria da Cultura


A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) endossou a indicação da atriz Regina Duarte para substituir Roberto Alvim na Secretaria Especial da Cultura. Alvim foi exonerado hoje pelo presidente Jair Bolsonaro.

"Aceita, Regina! Quem melhor do que você, mulher?", escreveu Janaina em seu perfil no Twitter.


Mais tarde, a deputada voltou a tuitar sobre o assunto. Desta vez, Janaina se limitou a publicar "#AceitaRegina", assunto que figurava entre os dez mais comentados do Twitter por volta das 21h30.


A atriz Regina Duarte foi convidada, nesta sexta-feira (17), para assumir a Secretaria Especial de Cultura. Em entrevista à rádio Jovem Pan, a atriz disse que “ainda está pensando” e que deve dar uma resposta até segunda-feira (20).

Após a repercussão negativa, Roberto Alvim culpou sua assessoria pelo ocorrido e afirmou que o episódio foi uma "infeliz coincidência retórica" resultante de uma pesquisa no Google. Ele admitiu ter redigido 90% do pronunciamento, mas não se responsabilizou pelas frases copiadas de um dos textos do ministro da Alemanha nazista.

A ideia original, segundo o agora ex-secretário, era buscar discursos sobre o tema "nacionalismo em arte". "Qualquer pessoa com o mínimo de sanidade mental não pode ser cúmplice ou simpática a um regime que exterminou pessoas, um regime tão genocida quanto todos os regimes de esquerda ao longo do século 20", disse.



Exoneração de Alvim e reação de Bolsonaro

Em nota, o presidente Jair Bolsonaro definiu o pronunciamento de Alvim como infeliz e repudiou ideologias totalitárias. Segundo Bolsonaro, ainda que o ex-secretário tenha se desculpado, copiar falas de um ministro da Alemanha nazista tornou sua permanência na pasta insustentável.


Com informações do UOL