Notícias de Última Hora

Podemos comemorar? Netflix vai diminuir preço das assinaturas; entenda


Em uma batalha de titãs contra Amazon, Disney+ e outros serviços, a Netflix pretende conquistar vários países com uma estrategia relativamente simples: preços mais baixos.

A revista Exame explicou como a redução dos preços das assinaturas pode acontecer; confira abaixo!


Testes e estrategias


Desde novembro de 2019 a Netflix vem testando seus novos preços em países selecionados. As novas assinaturas custam cerca de 67% mais barato que os planos convencionais.

A estrategia da empresa tem duas intenções: deixar o produto mais acessível e aumentar o número de assinaturas.


Atualmente, a Netflix está testando os planos mais baratos na Índia e Malásia. O plano convencional custa 8,99 dólares, e o novo estilo de cobrança sai por 2,99 dólares por mês.

Além disso, os novos usuários que optam por esse tipo de conta podem adquirir um pacote de 12 meses e ganhar desconto de 50%.

Como são mais baratas, essas assinaturas são voltadas para quem opta por assistir filmes e séries em celulares ou tablets.

De acordo com Ajay Arora, o diretor de inovação de produtos da Netflix, as assinaturas mais baratas vão beneficiar tanto a empresa quantos os consumidores.


Compartilhamento


Outra diferença dos planos mais baratos da Netflix em relação às assinaturas tradicionais é a impossibilidade de se compartilhar senhas.

Foi revelado no ano passado que a Netflix perde anualmente cerca de 1 bilhão de dólares com o compartilhamento de contas entre amigos, algo que é bastante comum em todos os países que contam com os serviços da plataforma.


Se o novo modelo de assinaturas funcionar, tem tudo para chegar ao Brasil em breve. O Disney+ também está para estrear no país, o que deve aumentar ainda mais a concorrência nas plataformas nacionais.

Fonte: Lançamentos da Netflix