Notícias de Última Hora

STF nega pedido de Von Richthofen para barrar biografia

“Exercício do direito fundamental à liberdade de expressão”, diz o ministro Fux na decisão

Imagem: Reprodução/Twitter
O pedido liminar para suspensão do lançamento e da venda do livro “Suzane – Assassina e Manipuladora”, do jornalista Ulisses Campbell, foi rejeitado nesta quarta-feira (22).


Em sua decisão, Luiz Fux, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), destacou que o Brasil “é signatário de inúmeras convenções que protegem e regulam o exercício do direito fundamental à liberdade de expressão”.

No pedido apresentado ao Supremo, a defesa de Suzane argumentou que a publicação da obra literária “viola seu direito fundamental à intimidade”.

Na sentença favorável ao jornalista, Fux destaca que “a possibilidade de difusão de opiniões e de pontos de vista sobre os mais variados temas de interesse público é condição sine qua non para a subsistência de um regime democrático”.



A obra, que é fruto de três anos de pesquisa do autor sobre o caso, será lançado nesta quinta-feira (23), em São Paulo.

Com informações do site Metrópoles