Notícias de Última Hora

Dilma Rousseff acusa Pedro Bial de misoginia e sexismo contra Petra Costa

Ex-presidente saiu em defesa da cineasta

Fotomontagem | República de Curitiba
O jornalista Pedro Bial teceu fortes críticas ao filme “Democracia em Vertigem”, em entrevista à Rádio Gaúcha.

“Você cria uma relação de causa-consequência entre coisas que não tem a menor relação causal. O filme é todo assim”, criticou o jornalista.

“Vai contando as coisas, me desculpem a expressão, num pé com bunda danado”, destacou.



Ele ainda disse:

“É uma menina querendo dizer para a mamãe dela que ela fez tudo direitinho, que ela está ali cumprindo as ordens de mamãe, a inspiração de mamãe. ‘Somos da esquerda, somos bons. Nós não fizemos nada’.”

Após a declaração, a repercussão da fala de Bial foi imensa.

Nas redes sociais, críticos do documentário viralizaram a fala dele. Enquanto isso, os apoiadores da produção de Petra Costa criticaram a declaração do jornalista.

A ex-presidente Dilma Rousseff foi uma das que não se agradou das a palavras de Pedro Bial.

Ela usou o Twitter para repudiar o apresentador.



Ela acusou Bial de ser misógino e sexista, antes de atacar os posts da Secom sobre o filme:

“Como se não bastasse a grosseria misógina e sexista de Bial contra Petra Costa, ao chamá-la de menina insegura em busca de aprovação dos pais, a candidata brasileira ao Oscar com o filme Democracia em Vertigem foi vítima de intolerável agressão oficial do governo Bolsonaro.”


Fonte: Conexão Política