Notícias de Última Hora

OS SOCIALISTAS MAIS HIPÓCRITAS DO BRASIL


Que os porta-vozes da esquerda brasileira são extremamente hipócritas, já estamos cansados de saber.


O autoexilado da vez é José de Abreu que, após realizar duras críticas a Regina Duarte, decidiu ir para um lugar nada comunista: a Nova Zelândia!


Para comemorar a ida de Zé de Abreu para bem longe do país, a redação deste blog separou os destinos mais comuns que os socialistas hipócritas escolhem ir quando precisam criar uma narrativa de perseguição política. Alerta spoiler: nenhum deles escolheu Cuba ou Venezuela.


Jean Wyllys

No início do ano passado, o então recém reeleito deputado federal Jean Wyllys, segundo ele, por estar recebendo ameaças, decidiu deixar o Brasil. Em uma espécie de autoexílio, Jean escolheu ir para… a Espanha. Um destino nada comunista.


Já na segunda metade de 2019, Wyllys resolveu de vez assumir, embora não tenha dito isso propriamente, que o capitalismo traz frutos muito melhores do que o socialismo: anunciou que moraria nos Estados Unidos e lecionaria na Universidade de Harvard. Ninguém ficou surpreso com tamanha incoerência.


Márcia Tiburi

A Márcia – que já tem um um histórico de embates ideológicos com o MBL – também se autoexilou ao afirmar que estaria sofrendo ameaças no Brasil (o curioso é que denunciar legalmente na polícia as ameaças eles não querem, né?).


Tiburi escolheu outro destino que – embora com uma população majoritariamente progressista – não possui um governo comunista: Paris! Coincidentemente, no exato período em que a filósofa precisou fazer o duro sacrifício do exílio, seu marido estava prestes a iniciar um doutorado no mesmo lugar em que sua amada escolheu para ficar reclusa da sociedade brasileira. Essas coincidências do amor só poderiam ter como plano de fundo a Cidade Luz, não é mesmo?


Petra Costa

A diretora do Democracia em Vertigem pouco entende da realidade do brasileiro médio. A cineasta, por exemplo, teve o privilégio de escolher sair de sua graduação superior na USP (Universidade de São Paulo) e ir estudar na Universidade de Columbia, em Nova York. Engraçado, mas o socialismo não produziu escolas de elite em artes cênicas, não é mesmo?


E não vamos nem entrar nos destinos turísticos escolhidos por esse pessoal… a lista ficaria imensa.

Informação MBL