Notícias de Última Hora

Vô e vó são condenados por queimar neto de 11 meses no forno em casa

A mãe do bebê deparou-se com os restos carbonizados do filho no forno da cozinha dos pais; os dois avós foram condenados pelo crime

BEBÊ DE 11 MESES FOI MORTO CARBONIZADO. (FOTO: REPRODUÇÃO)
Um homem que queimou vivo o neto de apenas 11 meses no forno do fogão de casa foi condenado a 15 anos de prisão. A esposa, e avó da vítima, foi sentenciada a nove anos de cadeia. O caso aconteceu em Khakassia, no leste da Rússia.

Maxim Sagalakov tinha ficado aos cuidados dos avós, Alexander Miyagasheva, de 48 anos e Zhanna Miyagasheva, de 43, quando incinerado pelos avós. A mãe do bebê,Viktoria, 21 anos, deparou-se com os restos carbonizados do filho no forna da cozinha dos pais.


De acordo com os relatórios judiciais, o choro da criança teria “irritado” a avó, que estava bêbada. Ele teria sufocado o bebê até ele ficar inconsciente. O marido colocou a criança no forno em chamas, que segundo o laudo da perícia, foi a causa da morte.

Com informações do Daily Mail