Notícias de Última Hora

‘É uma maneira de preservar empregos’, diz Bolsonaro sobre MP 927

“Permite que se entre em férias agora que é melhor do que ser demitido”, explicou Bolsonaro


O presidente da República, Jair Bolsonaro, declarou, nesta segunda-feira (23), na saída do Palácio da Alvorada, em Brasília, que a Medida Provisória 927 flexibiliza a CLT.

Em breve conversa com jornalistas, Bolsonaro disse que a medida é “melhor do que ser demitido”:


“Flexibiliza mais ainda a CLT. É uma maneira de preservar empregos, diminui o tempo do aviso prévio, permite que se entre em férias agora que é melhor do que ser demitido. Basicamente, é por aí essa nossa medida.”



Em mensagem no Twitter, horas depois, o chefe do Executivo disse que a medida representa uma forma de preservar empregos e o governo dará uma ajuda nos próximos quatro meses, “sem que exista a demissão do empregado”:

“Esclarecemos que a referida MP, ao contrário do que espalham, resguarda ajuda possível para os empregados. Ao invés de serem demitidos, o governo entra com ajuda nos próximos 4 meses, até a volta normal das atividades do estabelecimento, sem que exista a demissão do empregado.”


Bolsonaro revoga suspensão do contrato de trabalho por até 4 meses sem salário

O texto, que permitia a suspensão do contrato de trabalho por até 4 meses sem salário, foi alvo de duras críticas nas redes sociais e por parte de parlamentares.

O artigo revogado por Bolsonaro afirmava:


“Durante o estado de calamidade pública a que se refere o art. 1º, o contrato de trabalho poderá ser suspenso, pelo prazo de até quatro meses, para participação do empregado em curso ou programa de qualificação profissional não presencial oferecido pelo empregador, diretamente ou por meio de entidades responsáveis pela qualificação, com duração equivalente à suspensão contratual.”


A confirmação da revogação foi publicada pelo próprio Bolsonaro no Twitter.


Fonte: Renova Mídia