Notícias de Última Hora

Ernesto Araújo critica reação chinesa e cobra pedido de desculpas a Bolsonaro

Chanceler esclarece que as críticas de Eduardo Bolsonaro não refletem a posição do governo

Embaixador Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores do Brasil
O ministro Ernesto Araújo (Relações Exteriores) protestou nesta quinta-feira (19) contra o que chamou de “desproporcional” a reação do embaixador da China a um post do deputado Eduardo Bolsonaro (SP).

“É inaceitável que o Embaixador da China endosse ou compartilhe postagem ofensiva ao Chefe de Estado do Brasil e aos seus eleitores, como infelizmente ocorreu ontem à noite”, protestou o chanceler.

Ele esclareceu que as críticas do deputado Eduardo Bolsonaro à China, feitas também em postagens, “não refletem a posição do governo brasileiro”, mas lembra que “em nenhum momento ele ofendeu o Chefe de Estado chinês”. O chanceler acha que a reação do Embaixador também fere a boa prática diplomática.




“Já comuniquei ao embaixador da China a insatisfação do governo brasileiro com seu comportamento”, diz o ministro em nota oficial. “Temos expectativa de uma retratação por sua repostagem ofensiva ao Chefe de Estado”, avisou.

“O Brasil quer manter as melhores relações com o governo e o povo chinês, promover negócios e cooperação em benefício recíproco, sem jamais deixar de lado o respeito mútuo”, pondera Araújo, que prometeu tentar promover um “reentendimento recíproco” entre o deputado e o diplomata.


Fonte: Dário do Poder