Notícias de Última Hora

Justiça determina soltura de 1,2 mil presos em SP para prevenir contágio

Mais de 1,2 mil presos já foram liberados em São Paulo. MP vai recorrer da decisão judicial


A Justiça determinou que o governo de São Paulo coloque em liberdade mais de 1.200 presos como medida preventiva para prevenir e evitar o contágio do novo coronavírus no sistema prisional.

Em cumprimento às decisões judiciais, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) libertou provisoriamente e por caráter extraordinário homens e mulheres que estavam presos e pertencem ao grupo de risco para a doença.

Até agora, foram soltos 1.227 presos entre o dia 20 de março até o último sábado (28).



Os presos liberados seriam do regime semiaberto, que é aquele no qual o detento pode sair para trabalhar e dorme na prisão.

O Ministério Público (MP) irá recorrer da decisão que determinou a soltura dos detentos.

Ainda existe a possibilidade de que mais alvarás de soltura para detentos e detentas sejam expedidos pelas Justiça nos próximos dias.

Com informações do portal G1