Notícias de Última Hora

Lula classifica Moro de ‘criminoso’ durante viagem a Paris

“Alguém tinha que provar que o juiz Moro era criminoso”, diz Lula durante viagem ao velho continente

Imagem: Alain Jocard/AFP
Anne Hidalgo, prefeita de Paris, concedeu, nesta segunda-feira (2), ao ex-presidiário Lula da Silva (PT) o título de cidadão honorário da capital da França.

A cerimônia, que foi realizada na tarde de ontem, contou com a presença de Dilma Rousseff e de Fernando Haddad na plateia.



Ao discurso em português, Lula se referiu ao ex-juiz e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, como “criminoso”:

“Eu tomei a decisão de me entregar, eu poderia não ter sido preso, poderia ter ido para uma embaixada, mas mesmo com mais de 70 anos decidi ir até a Polícia Federal porque alguém tinha que provar que o juiz Moro era criminoso e que os representantes do Ministério Público que me acusaram eram mentirosos.”


O ex-presidente ainda disse que o Brasil vive “o resultado de um processo de enfraquecimento do processo democrático” e um cenário de “desprezo mesquinho pelos direitos do povo”.

Com informações do jornal Folha de S.Paulo