Notícias de Última Hora

CEO de farmacêutica diz que hidroxicloroquina pode “matar” coronavírus

Vas Narasimhan diz que medicamento é a “maior esperança” contra Sars-Cov-2

Vas Narasimhan. (Foto: Tom Stockill)
Vas Narasimhan, presidente-executivo da Novartis, disse que a hidroxicloroquina é a maior esperança contra o novo coronavírus Sars-CoV-2, causador da Covid-19.

“Estudos pré-clínicos em animais, bem como os primeiros dados de estudos clínicos, mostram que a hidroxicloroquina mata o coronavírus”, disse Narasimhan ao jornal suíço SonntagsZeitung.


O grupo farmacêutico prometeu doar cerca de 130 milhões de doses e está apoiando pesquisas clínicas para que o medicamento possa ter seu uso aprovado contra o vírus chinês.

O CEO revelou que a empresa está trabalhando em conjunto com hospitais suíços formulando possíveis protocolos de tratamento para uso clínico do medicamento, “mais ainda é cedo para dizer algo definitivamente”.

“O medicamento é bastante ativo contra o coronavírus, mas é claro que não é em seres humanos”, salientou Narasimhan à CNBC.

No Brasil

Cerca de 70 hospitais brasileiros, entre eles Albert Einstein, HCor e Sírio Libanês, fazem parte da Coalização Covid-19.

A iniciativa, que tem apoio do Ministério da Saúde, está utilizando a hidroxicloroquina em conjunto com azitromicina e dexametasona no combate ao Sars-CoV-2.



O medicamento é citado com entusiasmo por Donald Trump e Jair Bolsonaro – que inclusive pediu ao laboratório do exército que aumentasse a produção da droga.

No Brasil, 120 pessoas já se recuperaram do coronavírus. No mundo, já são mais de 164 mil pessoas livres da peste.