Notícias de Última Hora

Em delação, Cabral aponta parceria com a Globo

Cabral teria afirmado que comprou por R$ 80 milhões a boa vontade da Fundação Roberto Marinho

Imagem: Divulgação/Globo/Wikimedia Commons
Condenado a quase 100 anos de prisão, o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, montou uma das quadrilhas mais gananciosas e abrangentes da história do Brasil.

Agora, após o fechamento de um acordo de delação premiada com a operação “Lava Jato“, Cabral está deixando muita gente importante de cabelos em pé.


Segundo informações publicadas pelo jornalista Augusto Nunes, no portal R7, nesta sexta-feira (3), a delação de Cabral contém um capítulo inteiro dedicado à Rede Globo.

“As primeiras revelações explicam a irrelevância atribuída pelos telejornais da empresa ao que Cabral já contara ou tem a contar. Essa boa vontade teve um preço”, destaca Nunes.

Ainda de acordo com a matéria publicada pelo jornalista da RecordTV:

“Segundo o ex-governador, o silêncio da Rede Globo custou pelo menos R$ 80 milhões, valor do acerto sem licitação que contemplou a Fundação Roberto Marinho com a gerência de estudos, projetos e desenvolvimento de conteúdo para a implantação de um vistoso equipamento cultural na cidade do Rio.”


Augusto Nunes acrescentou:

“Ainda de acordo com Cabral, uma licitação fraudulenta permitiu à fundação indicar a construtora responsável pela obra. Isso garantiu a proximidade do governante delinquente com a família Marinho, informam os depoimentos à Polícia Federal.”

Com informações do portal R7