Notícias de Última Hora

Equador estima que mortes por COVID-19 na cidade de Guayaquil cheguem a 3.500

Equipes de saúde trabalham no tratamento de casos de coronavírus em Guayaquil, epicentro da doença no EquadorFoto: Vicente Gaibor del Pino/ Reuters
Apesar de ter apenas a sétima maior população da América do Sul, o Equador possui o segundo maior número de mortes por coronavírus na região, atrás apenas do Brasil. Ao todo, 2.758 casos e 98 óbitos já foram registrados no país por conta da doença até esta quarta-feira (1º), segundo dados do governo local.

As próprias autoridades, porém, reconhecem que as fatalidades ainda estão subnotificadas e estimam que o número de mortes apenas na província de Guayas, onde está localizada a cidade de Guayaquil, pode chegar a 3.500 nas próximas semanas.

Em pronunciamento nesta quarta, o porta-voz Jorge Wated afirmou que, em três dias de trabalho, em Guayaquil foram recolhidos, diariamente, de 30 a 150 corpos que podem ter relação com a doença.


A província de Guayas concentra cerca de 70% dos casos no país. Relatos indicam dificuldades para recolher as vítimas fatais, que morrem em casa por impossibilidade de atendimento.

Wated declarou que o governo se prepara para um grande aumento no número de mortes nos próximos dias, com o epicentro em Guayaquil, maior cidade do país.

"Lamentavelmente a estimativa é que os mortos nestes mses cheguem a entre 2.500 e 3.500 por COVID-19 apenas na província de Guayas. Estamos nos preparando para isso", afirmou. 

Com informações da CNN Brasil