Notícias de Última Hora

Hidroxicloroquina precoce reduziu mortes em 60%, diz Prevent Senior


A operadora de saúde Prevent Senior, que atende majoritariamente idosos, realizou um estudo que comprova a eficiência do uso da hidroxicloroquina ainda no estágio precoce para pacientes com suspeita de coronavírus. Os resultados comprovaram que o número de mortes caiu 60% e a média de idade dos mortos subiu de 80 para 83 anos.

O estudo enviado à PLOS Medicine foi feito com 636 pacientes, sendo que 412 tomaram a hidroxicloroquina associada à azitromicina ainda no começo em que os sintomas apareceram. Os outros 224 não tomaram e funcionaram como grupo de controle. A medida evitou uma internação para cada 28 pacientes que iniciaram o tratamento.


– É um estudo que coloca na mão dos médicos a responsabilidade de avaliação clínica e acompanhamento. Conseguimos mapear a evolução da doença em três partes. A primeira, somente com sintomas. A segunda com sintomas e inflamação. A terceira com forte inflamação. E identificamos que o melhor uso da medicação é no período inicial. O dia de ouro é o segundo dia de sintomas. Sabendo disso, optamos por entrar com medicação no começo, mesmo sem a comprovação do exame – explica o médico e diretor-executivo da Prevent Senior, Pedro Batista Júnior.

Em outro estudo, com pacientes em estado grave, a empresa reduziu o tempo de internação em UTI de 14 para 8 dias. Júnior afirma que “se houver acompanhamento médico, o risco é reduzido e controlado”.


Com informações do portal Pleno News