Notícias de Última Hora

Maior operação militar dos EUA nas Américas desde 1989

“O povo venezuelano continua sofrendo tremendamente devido a Maduro”, diz o secretário da Defesa dos EUA


Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, vem há muito tempo insistindo que todas as opções estão sobre a mesa para remover o narcoditador Nicolás Maduro do poder na Venezuela.

Nesta quarta-feira, 1º de abril, ao lançar uma gigantesca “operação antinarcótico”, Trump deu mais um sinal de que não deixará o regime chavista continuar lucrando com o tráfico de drogas e armas através de rotas pelo Oceano Pacífico Oriental e pelo Mar do Caribe.

Em pronunciamento na Casa Branca, o secretário da Defesa, Mark Esper, enfatizou o repúdio do governo norte-americano quanto ao modo que Maduro trata seu povo:

“O povo venezuelano continua sofrendo tremendamente devido a Maduro e o seu controle criminal sobre o país. Os traficantes de drogas estão aproveitando essa ilegalidade.”


A estratégia anunciada por Trump é uma das maiores operações militares dos EUA na região desde a Invasão do Panamá, em 1989, para remover o general Manuel Noriega do poder e levá-lo aos EUA para enfrentar acusações por tráfico de drogas.

Ainda assim, apesar do envio recente de todo aparato militar, não há indicação de que algum tipo de invasão da Venezuela pelos EUA esteja sendo planejada pelo Pentágono.

As informações são da agência Associated Press