Notícias de Última Hora

Acadêmico é detido após pedir reforma política na China

O acadêmico é conhecido por criticar o sistema político chinês e já sofreu retaliações por isso


Zhang Xuezhong, um reconhecido crítico do sistema político da China, foi levado de sua casa, em Xangai, neste final de semana, por policiais.

Zhang havia publicado na internet uma carta aberta aos parlamentares do país pedindo por uma reforma constitucional e criticando a resposta do regime comunista à pandemia de coronavírus.



No último sábado (9), Zhang postou no aplicativo WeChat que “a melhor maneira de lutar por liberdade de expressão é que todos falem como se nós já tivéssemos liberdade de expressão”.

O acadêmico escreveu na carta que na ausência de uma constituição moderna, a governança da China estava muito atrasada e “o surto e a propagação da epidemia de Covid-19 é uma boa ilustração do problema”.

“Vinte e dois dias antes do [bloqueio para conter o surto] na cidade, Wuhan ainda estava investigando e punindo os cidadãos que haviam divulgado sobre a epidemia, incluindo o Dr. Li Wenliang … mostrando o quão estreita e arbitrária é a supressão da sociedade pelo governo”, afirmou Zhang.



Zhang estava se referindo a um dos primeiros médicos a alertar sobre o novo coronavírus, que foi reprimido pela polícia local e posteriormente morreu por causa da Covid-19.

O paradeiro Zhang é desconhecido. A imprensa chinesa tentou ligar e contatá-lo através do WeChat, mas não obteve resposta. A polícia de Xangai também não deu mais informações sobre o caso.

Com informações do jornal Gazeta do Povo