Notícias de Última Hora

China avança ‘internet das coisas’ com lançamento de satélites

O lançamento dos satélites visam melhorar e impulsionar o programa chinês de desenvolvimento da chamada Internet das Coisas


A primeira constelação de satélites baseada no espaço é um dos principais programas aeroespaciais comerciais do “Projeto das Cinco Nuvens”, da agência aeroespacial da China.

O objetivo é acompanhar a florescente indústria aeroespacial comercial internacional suportado por um ecossistema agrupando Internet das Coisas, internet baseada no espaço, internet em nuvem, Big Data, além de Modelagem e Simulação.



Sem grande cobertura midiática, Pequim lançou, nesta terça-feira (12), os primeiros satélites de sua constelação de banda estreita Xingyun (“Internet das Coisas baseada no céu”).

Os satélites Xingyun-2 01 e o Xingyun-2 02 subiram ao espaço a bordo do foguete Kuaizhou-1A a partir de um centro de lançamento no deserto de Gobi, dentro da cidade aeroespacial Dongfeng.



Uma vez em órbita, os satélites vão se conectar entre si usando comunicação a laser trans-satélite para criar uma rede online na órbita baixa do planeta Terra, a 561 km da superfície.


Os dois satélites estão programados para pôr em prática inovações e protocolos de comunicação via satélite ar-terra, além de fazer o monitoramento do ambiente polar.

Com informações do site TecMundo