Notícias de Última Hora

Cidadãos que protestaram contra Moraes foram presos em SP

Ambos são acusados de perturbação do sossego, ameaça, injúria e difamação contra o ministro do STF

Imagem: Reprodução/Veja
A Polícia Civil de São Paulo prendeu, neste sábado (16), dois cidadãos acusados de descumprir medidas restritivas do isolamento social ao fazer protestos na capital paulista contra Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

Jurandir Pereira Alencar e Antonio Carlos Bronzeri também estão sendo investigados por crimes contra a honra do magistrado.

Ambos são acusados de perturbação do sossego, ameaça, injúria e difamação contra Alexandre de Moraes.



No último dia 2 de maio, os homens fizeram uma manifestação em frente à casa de Moraes em São Paulo. Eles chegaram a ser detidos, mas foram liberados logo em seguida.

Os mandados de prisão foram emitidos no sábado (16) emitidos pela juíza de plantão Ana Carolina Netto Mascarenhas, do Tribunal de Justiça de São Paulo.

De acordo com a juíza, os dois ativistas “desrespeitaram o benefício da liberdade provisória concedido, bem como para a garantia da ordem pública, imprescindível neste momento vivido”. 

Com informações do site Poder360