Notícias de Última Hora

Exoplaneta raro detectado no centro da Via Láctea

O objeto foi classificado como OGLE-2018-BLG-0677L b. Astrônomo diz que descoberta “foi quase por engano”


Um raro exoplaneta encontrado na direção do centro da Via Láctea é um dos poucos que foram descobertos até agora com tamanho e órbita comparáveis ​​aos da Terra.

De um modo geral, os planetas de tamanho semelhante ao nosso estão em faixas orbitais bem diferentes.

O método utilizado por astrônomos da Universidade de Canterbury, na Nova Zelândia, para a detecção foi o de microlente gravitacional, que é quando uma estrela passa na frente de outra estrela, causando uma distorção temporária de luz.

Este método pode ampliar e revelar outras estrelas ou planetas desconhecidos, mas isso é algo raro de acontecer.


O astrônomo Herrera Martin, principal autor do artigo, declarou:

“Esta é uma descoberta em um milhão devido à maneira como o planeta foi descoberto e ao fato de ser três a quatro vezes maior que a Terra. Se o planeta fosse menor, se estivesse outra posição ou em outra direção, seria altamente improvável que o tivéssemos visto.”

Herrera ainda explica: 

“O tempo necessário para observar a ampliação devido à estrela hospedeira foi de aproximadamente cinco dias, enquanto o planeta foi detectado apenas durante uma pequena distorção de cinco horas.”

O astrônomo Herrera conta que se deparou com o planeta “quase por engano”. “Foi certamente especial e muito satisfatório”, disse ele.



O resultado das pesquisas, realizadas com a colaboração de astrônomos de vários países, foi publicado no The Astronomical Journal.

Com informações do com o site Canaltech