Notícias de Última Hora

Maitê Proença recebe uma pensão vitalícia do governo de São Paulo no valor de R$ 24,6 mil mensais

Em vídeo gravado à emissora, a atriz afirma que estava “sobrevivendo de vaquinhas”


A atriz Maitê Proença enviou à emissora CNN Brasil um vídeo contendo o seu relato acerca da situação enfrentada pela classe artística durante a pandemia do novo coronavírus.

“A Cultura está perplexa com a falta de informação com o que tem sido feito ou proposto. É inexplicável o silêncio sobre uma política para o setor. Nós estamos sobrevivendo de vaquinhas. Nesse túnel comprido, e sem futuro a vista para arte, que afinal, se faz juntando gente. Mas, até quando isso vai se sustentar?”, falou a atriz.

No entanto, ao afirmar que estava “sobrevivendo de vaquinhas”, Maitê não mencionou à emissora e aos telespectadores que ela recebe uma pensão vitalícia do governo do Estado de São Paulo no valor de R$ 24,6 mil mensais.



Maitê é filha de Augusto Carlos Eduardo da Rocha Monteiro Gallo, juiz e procurador de Justiça de São Paulo, que se suicidou em 1989. Segundo a Lei nº 3.373/1958 e a Lei nº 6.782/1980 é estabelecido que, ocorrendo o óbito do servidor público, suas filhas solteiras e maiores de 21 anos teriam direito ao recebimento de pensão.

Em 2018, ao ser questionada por receber a pensão, ela respondeu:
“Esse benefício – que dizem que era de militar, mas meu pai nunca foi militar – meu pai pagou a vida inteira, então, está pago. Saiu do salário dele mensalmente, isso foi um benefício pago pelo imposto específico para isso”.

Embora receba a pensão há mais de 30 anos e nunca tenha se casado, a atriz, em outubro de 1990, teve uma filha, Maria Marinho, com Paulo Roberto Marinho, sócio e herdeiro da TV Globo.

Gostaria de ressaltar que esta matéria não é uma forma de ataque contra a classe artística, mas sim uma elucidação dos fatos não mencionados pela atriz, Maitê Proença.



Confira esse desabafo:


Com informações do MBL News