Notícias de Última Hora

‘Quem ficar parado vai morrer de fome’, afirma Bolsonaro

Presidente falou sobre isolamento e criticou João Doria por optar em manter a economia fechada

Bolsonaro fala com a imprensa na saída do Palácio da Alvorada Foto: Agência Brasil/Antônio Cruz
Durante conversa com jornalistas na saída do Palácio da Alvorada nesta quarta-feira (13), o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a reabertura da economia do país. Segundo ele, a manutenção da população em casa vai causar um aumento da fome no país.

– Ficar em casa para quem pode é legal, sem problema nenhum. Mas para quem não tem condições, a geladeira está vazia, tem três, quatro filhos chorando. Tem gente que chega em casa e tem danoninho, carne de primeira – disse.



O presidente também criticou o governador de São Paulo, João Doria, por conta de uma declaração em que o chefe do Executivo paulista defendeu que haveria aumento de mortes com o fim do isolamento. Para Bolsonaro, as pessoas que continuarem em casa vão “morrer de fome” se os empregos não forem retomados.

– Doria falou que é melhor o isolamento do que o sepultamento, quem ficar em casa parado vai morrer de fome, não podemos ficar hibernando em casa – completou.

Por Paulo Moura, Pleno News