Notícias de Última Hora

Bolsonaro diz que vazamento de dados é uma ‘clara medida de intimidação’


O presidente da República, Jair Bolsonaro, postou hoje em seu perfil de Facebook que o vazamento de seus dados por hackers é uma "clara medida de intimidação". Ele ainda disse que medidas legais estão sendo tomadas, referindo-se ao inquérito policial que está sendo aberto para investigar o caso.


Ontem, contas no Twitter supostamente pertencentes ao grupo hacker Anonymous Brasil, publicaram dados pessoais do presidente, familiares, ministros e aliados do governo federal. Os filhos do chefe do Executivo Carlos, Eduardo e Flávio, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e o ministro da Educação, Abraham Weintraub, tiveram seus dados divulgados pelo grupo. Além deles, o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP) foi exposto.

"Em clara medida de intimidação o movimento hacktivista "Anonymous Brasil" divulgou, em conta do Twitter, dados do Presidente da República e familiares. Medidas legais estão em andamento, para que tais crimes, não passem impunes", escreveu.

O ministro da Justiça, André Mendonça, disse que determinou à Polícia Federal "abertura de inquérito para investigar vazamento de informações pessoais do presidente Jair Bolsonaro, seus familiares e demais autoridades".



O Anonymous foi criado em 2003. O grupo atua em outros países e ressurgiu no último domingo, após desdobramentos do caso de George Floyd, homem negro assassinado por um policial nos Estados Unidos. Em vídeo, a organização ameaça expor "muitos crimes" cometidos pela polícia em todo o mundo.

Fonte: UOL