Notícias de Última Hora

Bolsonaro vai Beneficiar 100 Milhões de Pessoas com Saneamento Básico

Cerca de 101 milhões de brasileiros serão beneficiados com esgoto, 52,1 milhões com coleta de resíduos e 39,4 milhões com água potável


O Senado aprovou, na última quarta-feira (24) um projeto que poderá beneficiar mais de 100 milhões de brasileiros. A iniciativa do projeto foi da Presidência da República, Jair Bolsonaro.

O projeto da atualização do marco legal de saneamento básico, prevê investimentos privados no setor. A falta de esgoto tratado e água potável é uma necessidade urgente que precisa ser sanada.


Marco Legal de Saneamento Básico

O saneamento básico é visto não apenas apenas como uma necessidade. Mas também como algo primordial à saúde. Diante disso, o Senado aprovou um projeto que determina atualizações no marco legal de saneamento básico.

O projeto que teve iniciativa do governo federal e traz atualizações importantes como por exemplo: prorrogação do fim dos lixões, facilita as privatizações no setor, além de atualizar contratos em vigor.

O relator do projeto argumentou sobre a universalização dos serviços de água e esgoto até 2033, durante a sessão remota do Senado.

“Universalizar os serviços de água e esgoto até 2033 tem múltiplas dimensões. Saneamento tem efeito multiplicador na geração de empregos, saúde, educação e melhoria da qualidade de vida das pessoas“, disse.


Cerca de 101 milhões de brasileiros serão beneficiados com esgoto, 52,1 milhões com coleta de resíduos e 39,4 milhões com água potável.


General Heleno Agradece Bolsonaro pela Iniciativa

O general Augusto Heleno, ministro Chefe do Gabinete de Segurança Institucional, em suas redes sociais, fez declarações sobre a aprovação do projeto que levará água e esgoto a milhões de brasileiros.

“Saneamento Básico, proposto pelo Pres Rep e aprovado pelo Congresso, é fantástico benefício para mais de 100 milhões de brasileiros q não têm acesso a água e esgoto tratados.


Atrairá investimentos, criará empregos e salvará vidas, reduzirá doenças e injetará recursos na economia”, declarou.

O projeto aprovado aprovado pelo Senado, segue para sansão do presidente Jair Bolsonaro.

Com informações do site Notícias & Fatos