Notícias de Última Hora

EUA processam empresa da China por vender 500 mil máscaras falsas

A negociação aconteceu em abril, quando a pandemia já avançava sobre o território norte-americano


O Departamento de Justiça dos Estados Unidos processou uma empresa da China por vender quase meio milhão de máscaras falsas abaixo dos padrões N95.

A empresa King Year Packaging and Printing, com sede em Guangdong, enviou três lotes de máscaras a compradores nos EUA para proteger profissionais de saúde e outros contra o coronavírus

A companhia, no entanto, afirmou falsamente que as 495.200 máscaras enviadas atendiam ao padrão N95 e foram certificadas pelo Instituto Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional dos Estados Unidos (NIOSH).



A denúncia contra a empresa chinesa foi apresentada no tribunal federal do Brooklyn, em Nova York.

“As acusações apresentadas neste processo mostram um flagrante desrespeito à segurança dos cidadãos americanos”, disse em um comunicado, o agente do FBI, Douglas Korneski, que investiga a venda das máscaras.

Com informações Correio Braziliense