Notícias de Última Hora

Maia deixa mais uma MP de Bolsonaro caducar


A Medida Provisória que dava ao presidente Jair Bolsonaro a prerrogativa na escolha de reitores para as universidades federais perdeu a validade nesta terça-feira. Estratégia de Rodrigo Maia é enfraquecer o ministro Abraham Weintraub.

A proposta também englobava os institutos técnicos federais e o Colégio Dom Pedro II, no Rio de Janeiro.


A MP 914 alterou o rito para a eleição e nomeação dos reitores das instituições federais de ensino, para que o presidente da República pudesse deixar de acatar o nome mais votado da lista tríplice de candidatos apresentada pela instituição.

Ela também estabelecia regras para a consulta à comunidade acadêmica para a formação da lista tríplice para reitor. Tal consulta seria obrigatória e feita, preferencialmente, de forma eletrônica, com voto facultativo.