Notícias de Última Hora

Moraes quebrou sigilo bancário de movimentos conservadores

Inquérito no STF quebrou sigilo bancário de três movimentos conservadores


Três movimentos conservadores entraram na mira do inquérito aberto no Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar a organização de supostos atos antidemocráticos.



Os seguintes movimentos foram alvos de quebras de sigilo bancário determinadas pelo ministro Alexandre de Moraes:

Movimento Avança Brasil;
Movimento Conservador;
Movimento NasRuas.

A determinação de Moraes atendeu a um pedido de Humberto Jacques, vice-procurador-geral da República (PGR), que apresentou ao ministro detalhes das pessoas jurídicas aberta por esses três movimentos e pediu a quebra do sigilo bancário do CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica).



A suspeita das autoridades é que eles captaram recursos para financiar os supostos atos contra a democracia, bancando estruturas para as manifestações.

Além deles, todos os alvos da busca e apreensão tiveram seus sigilos bancários afastados, como o fundador do partido Aliança pelo Brasil, Luís Felipe Belmonte, e o marqueteiro do partido Sérgio Lima.

Com informações do O Globo