Notícias de Última Hora

Eustáquio abre o coração e o verbo na sua 1ª entrevista após ser solto (veja o vídeo)

Oswaldo Eustáquio
O jornalista Oswaldo Eustáquio, solto neste domingo pelo ministro Alexandre de Moraes, após cumprir 10 dias de prisão, abriu o verbo e o coração em sua primeira entrevista, concedida para a equipe da Rádio Jovem Pan.

Inicialmente, Eustáquio declarou que até o momento ninguém conseguiu informá-lo qual o real motivo de sua prisão.



O delegado que tomou o seu depoimento teria cogitado algo como “atos antidemocráticos”, mas não conseguiu explicar do que isso se trata.

A bem da verdade, o caso do jornalista é extremamente grave e demonstra a fraqueza de nossa cambaleante democracia.

Aliás, até mesmo quando se fala em “atos antidemocráticos”, percebe-se o absurdo, pois, evidentemente, numa ditadura, qualquer cidadão está proibido de defender a democracia. Como aconteceu hoje na China, quando um professor de direito foi preso por ter criticado Xi Jinping.

Por outro lado, não se deve esperar jamais que uma verdadeira democracia impeça alguém até mesmo de defender uma ditadura como um melhor regime, pois se os democratas proíbem de defender o que quer que seja, democratas deixam de ser, tornam-se tão ditadores quanto os ditadores assumidos.

De qualquer forma, no caso específico de Oswaldo Eustáquio o que se violenta é o crime de opinião, como bem assinalou o jornalista José Maria Trindade.



Veja o vídeo:


Com informações de Aurélio Schommer