Notícias de Última Hora

Salles vê “turma das boquinhas” que ficou sem dinheiro público envolvida nos ataques contra ele

Ministro está convencido de que segmentos que o atacam fazem parte “da turma quer as boquinhas das verbas e cargos de volta”

Ministro está convencido de que segmentos que o atacam fazem parte “da turma quer as boquinhas das verbas e cargos de volta”. Foto: Rafael Carvalho/Governo de transição
O ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente) identifica ONGs e ativistas que perderam poder e dinheiro, no atual governo, para além de tradings e frigoríficos reunidos em uma “Coalizão Clima Agricultura e Florestas”, estão por trás da intensa pancadaria contra ele, nas últimas semanas. O ministro está convencido de que todos esses segmentos que o atacam fazem parte “da turma quer as boquinhas das verbas e cargos de volta”.

Não há o menor indício de que Bolsonaro planeje substituir o ministro do Meio Ambiente. Avalia que vem fazendo um bom trabalho.


O ministro Luiz Eduardo Ramos (Governo) defendeu Ricardo Salles e repudiou notícias mentirosas que o acusam de tentar derrubar o ministro.

Outro suporte do ministro do Meio Ambiente é o vice-presidente Hamilton Mourão, que coordena as ações de defesa da Amazônia.

A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder